Quando estamos construindo ou reformando e chega o momento de escolhermos e definirmos o revestimento, muitas opções nos encantam em função de suas texturas, tamanhos e cores. E o porcelanato acaba sendo uma escolha bastante comum por ter todas essas possibilidades.

Para tentar clarear e te ajudar nesta escolha tão importante para sua obra, elencamos algumas dicas valiosas.

O porcelanato
É um tipo de revestimento cerâmico, que pode ser usado tanto em ambientes internos quanto externos.

Suas principais características são a alta resistência à abrasão quí mica e física e também sua uniformidade de coloração.

Os porcelanatos também são muito indicados para diversas áreas, em especial as lojas, escritórios e demais ambientes em que exista um alto tráfego de pessoas.

Como definir o porcelanato ideal para cada área?
Para saber como escolher o porcelanato correto, antes é ideal ter em mente qual será o local onde ele será aplicado.

Você precisa respeitar certas características do ambiente para escolher o modelo mais adequado, sem futuros problemas.

Se você deseja aplicar o porcelanato nas paredes, a escolha não precisa ser tão detalhada, já que elas não sofrem muito com o uso diário.

Mas avalie o clima do ambiente e a absorção das peças para evitar manchas, por exemplo.

Os porcelanato possuem menor grau de absorção de água, e são indicados para locais úmidos.

Uma ótima dica para a instalação de porcelanatos na parede é buscar os formatos retangulares, pois estes transmitem um ar sofisticado ao ambiente.

Em relação ao porcelanato no piso, a escolha precisa levar em conta o tráfego de pessoas e a finalidade do local. Falaremos mais sobre isso no tópico abaixo.

Como definir o formato ideal?
Para escolher o melhor porcelanato para sua casa, pense no tamanho do ambiente.

Em cômodos grandes, placas maiores criaram a sensação de amplitude, porém, em cômodos pequenos essas placas sofrerão muitos recortes e poderão não criar o efeito desejado.

Sobre as placas maiores, apesar de serem mais bonitas, elas são mais difíceis de instalar, pois são grandes e pesadas, exigindo um profissional com maior cuidado ou especialização, o que pode gerar um custo de mão de obra acima do planejado (além de também serem placas mais caras).

Para ambientes que permanecem secos, como salas e quartos, você pode optar por pisos mais lisos.

No caso de banheiros e cozinhas, que são ambientes que molhamos com frequência, o ideal são as placas de porcelanato antiderrapantes.

Quais os principais tipos de porcelanato?

Porcelanato Polido
É um dos mais facilmente encontrados no mercado atualmente, possui um acabamento liso, um brilho intenso e é fácil de limpar.

Porcelanato Acetinado
Possui um leve brilho, geralmente tem menos chances de riscar e é menos liso que o porcelanato polido.

Porcelanato Esmaltado
Possui características quanto a sua superfície, podendo ser liso, áspero, brilhante ou mate. Além de possuírem o PEI, que se refere a indicação técnica do uso do porcelanato e a resistência do esmalte.

Profissionais qualificados para o serviço
O que conta muito na qualidade do trabalho finalizado não é somente o produto, mas, também, a mão de obra.

Por isso, contrate profissionais qualificados para aplicarem o seu porcelanato, além disso, peça referências de trabalhos já feitos pelo profissional escolhido.

Pense no conforto
Ao escolher os porcelanatos, pense principalmente no seu conforto físico e também psicológico.

Saiba escolher modelos que valorizem a segurança em áreas externas ou molhadas, e também que tenham isolamento térmico para o caso de áreas muito quentes.

O gosto é muito pessoal, mas também pense na harmonia de cores, texturas e acabamentos com relação ao resto do ambiente. O porcelanato também precisa estar de acordo com a sua decoração!